a casa cultural matriz

Localizada no Terminal Turístico JK (conjunto arquitetônico projetado por Oscar Niemeyer, datado de 1952), a Casa Cultural Matriz foi inaugurada no ano 2000, decretando o ponto de encontro da cultura alternativa, underground, independente e urbana, em Belo Horizonte.

Palco de diversas manifestações artísticas é o espaço de fomento de várias tendências, estilos e gêneros. Festivais, música, mostras de cinema, exposições, teatro, dança, performances e lançamentos de livros, são as principais manifestações culturais promovidas na Casa Cultural Matriz. A pluralidade fez da Casa Cultural Matriz, espaço cultural e artístico expressivo que, inevitavelmente, define os rumos da arte alternativa mineira.

Matriz - lugar onde algo novo é gerado.
A música independente, a criação musical autoral, têm espaço garantido na Matriz. É um espaço onde a proposta artística vem antes do mero comercialismo, o que tem possibilitado a vários artistas, de todas as vertentes, um espaço exclusivo do manifesto inédito. Lançamentos de bandas, discos, videoclips, tournês de shows nacionais e estrangeiros em Belo Horizonte, se encontram na Matriz.
Espaço plural de ideias, conceitos, formas e expressões, toda manifestação criativa tem lugar na casa, Matriz de todas as tribos.

Em 2010, o projeto “A Praça é da Matriz - 10 Anos”, realizado com o benefício do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, reuniu milhares de pessoas na Praça Raul Soares, com shows de música, poesia, teatro e circo, apresentando grandes shows com entrada franca, destacando ao grande público, nomes da música mineira, como Toninho Horta, Acir Antão e Sarau Brasileiro, além de dezenas de bandas. Com 10 dias de programação o evento reuniu música regional, alternativa, eletrônica, instrumental, bandas independentes, poesia, teatro, circo, mostra de cinema e exposições, reunindo artistas, público e a grande diversidade que a Casa Cultural Matriz promoveu em uma década.

E da diversidade de idéias e atitudes que passam pela Matriz, a união, fez a força. Desde 2002, no último domingo antes do Natal, é realizado o "Matriz Solidária". O evento reúne várias bandas de Belo Horizonte, que tocam gratuitamente. O objetivo é arrecadar alimentos e brinquedos, que são doados para creches da periferia de Belo Horizonte. Ano a ano, a iniciativa comprova: sucesso de público e de solidariedade.

Em 18 de agosto de 2014, a Casa Cultural Matriz foi homenageada com o “Diploma de Honra ao Mérito”, concedido pela Câmara Municipal de Belo Horizonte, pela sua contribuição como importante espaço de fomento e divulgação da cena cultural da cidade.

Considerada um monumento cultural da vanguarda e da arte alternativa na Capital mineira, o espaço já foi cenário de vários vidoclips, longas e curta-metragens.

 

ONDE TUDO COMEÇOU

example float

À frente da Casa Cultural Matriz, estão Edmundo Correia e Andrea Diniz.
A criação da Matriz foi planejada com tempo, experiência, vivência e encontros decisivos. Edmundo, ativista cultural e produtor, desde 1985, era agitador cultural no Bar Calabouço. Ali começou a ter o contato com a música, por meio de nomes como Maurício Tizumba, Chico Lobo, Toninho Horta, Chico César, Zeca Baleiro e outros da nova MPB. Além dos shows, também eram promovidos debates e encontros de artistas e movimentos sociais, sempre com o propósito de tornar a cultura acessível para a comunidade local. A experiência e o trabalho no Calabouço fizeram Edmundo ser convidado, em 1996, para participar do Butecário, um espaço para shows no Centro da cidade, onde ele teve seu principal contato com a cultura musical alternativa que despontava no cenário nacional e mundial.
Estas experiências, contatos e amizades com a cena underground, possibilitaram a realização de um antigo sonho - abrir um local próprio e independente. “Queria inaugurar um espaço novo, no Centro, por ser mais popular e de acesso mais fácil para quem vem de bairros distantes. Aí surgiu a ideia do JK”, explica Edmundo, que contou com o apoio e parceria da esposa Andrea desde o princípio. 

 

O ESPAÇO

example float

A Matriz possui dois ambientes. O bar, independente e separado na área do palco, é o espaço reservado pro bate-papo, reuniões culturais e todo tipo de fórum artístico. Nos dias de shows, é a parada onde os artistas, seus amigos e fãs, se encontram, depois dos aplausos. É ali também que discos e livros são expostos, em dia de lançamento e noite de autógrafos.
Mesas espalhadas pelo salão, atendem ao público que busca no cardápio bebidas, tira-gostos, além de salgados veganos. Uma TV transmitindo vídeos alternativos, filmes raros, animações e curtas, ambienta a conversa animada do público que chega mais cedo.

 

example float

 

Uma longa passagem lateral, com iluminação especial, é o espaço reservado às instalações e exposições. Fotógrafos, desenhistas, quadrinistas, pintores, designers e toda a manifestação artística plástica se encontra com o público da casa, ali naquele corredor. As obras ficam expostas de um a dois meses, dando visibilidade para artistas e suas criações, junto ao público atento e sensível à arte que circula na casa.


example float

 

Atravessando esse longo corredor, atrás de uma porta que separa o som dos dois ambientes, está a pista e, à frente, o palco por onde já passaram grandes artistas locais, nacionais e internacionais.
O piso xadrez da década de 1950 e o teto colorido, é a marca registrada da decoração da casa.
Pelo salão, podem ser espalhadas mesas e cadeiras para os shows mais intimistas. A pista, ideal aos dançarinos, do samba ao soul, é também o espaço reservado ao público que se junta em frente do palco pra cantar junto. Nas paredes, mais TVs exibindo filmes e vídeos, fazem os intervalos entre um show e outro. Ao lado da pista, as pick-ups onde, DJs e VJs animam as festas.


example float

O palco tem estrutura completa de som, sistema de iluminação e cortinas. Um camarim com capacidade para 6 a 8 pessoas, fica à disposição dos artistas que lá se apresentam.
O sistema de sonorização do Matriz consiste em:
SISTEMA P.A. COMPOSTO POR
1 CONSOLE CICLOTRIN CML 32.8 C/ 28 ENTRADAS MONO (RL/P10) E 2 ENTRADAS ESTÉREO (RCA/P10) // 8 AUXILIARES (6 PRE/ 2 PÓS FADER) // 3 BANDAS DE EQUALIZAÇÃO // 2 PEAKING-AGUDOS E GRAVES E MEDIOS SHELVING // PHANTOM POWER POR CANAL E HPF (80 HERTZ PEAKING) // 8 SUBMASTER E OUTPUTS (MAIN OUT STEREO P.A. E MAIN OUT MONO-DELAY SISTEM) // 1 SUB SNAKE COM 16 INPUTS (12 BALANCEADOS X LR E 4 NÃO BALANCEADOS - P10) // 5 VIAS DE MONITOR + SIDE FILLS ESTÉREO (EQUALIZADOR GRÁFICO DE 15 BANDAS + POTÊNCIA P/ CADA) // 2 EQUALIZADORES GRÁFICO ESTÉREO P/ INSERT + 4 CANAIS DE COMPRESSOR E 01 MULTIEFEITO // P.A. 4 WAY COM CROSSOVER ATIVO ESTÉREO E EQUALIZADOR GRÁFICO ESTÉREO P/ INSERT DE 31 BANDAS P/ ALINHAMENTO (PREVIAMENTE FEITO PELA CASA) // 01 CONDICIONADOR/ESTABILIZADOR DE ENERGIA PARA LIGAÇÃO DOS PERIFÉRICOS + 01 DUAL COMPRESSOR P/ DJ // 1 MIXER DE 05 CANAIS, COM EFEITOS (PITCH, EQUALIZAÇÃO 3 BANDAS POR CANAL + 2 CDJ // CABOS LR, MICROFONES, PEDESTAIS, GARRAS, COMPATÍVEIS COM O PORTE DO SISTEMA
BACKLINE COMPOSTO POR
BATERIA MAPEX (12´X11´, 13'X12', 16'X16´,22´X16´) VÊNUS PRETA // 1 MARSHALL COMBO SERIE VALVESTATE ( 80 WATTS) // 1 AMP PEAVEY SÉRIE TNT P/ BAIXO (65 WATTS) // 1 AMP STANER SINGLE CHANNEL (45 WATTS) // P.A 4 Caixas E.V.
EQUIPAMENTOS ADICIONAIS
2 CDJ // 1 MIXER PARA DJ // CIRTCUITO DE VÍDEO PARA TELEVISORES

Os cuidados com a qualidade e a segurança são preocupação fundamental da administração. A casa possui todos os alvarás necessários ao seu funcionamento, incluindo a aprovação em vistoria do Corpo de Bombeiros.

 

Fotos: Fernando Prates

MATÉRIAS / ENTREVISTAS / VÍDEOS

A PRAÇA É DA MATRIZ - Matriz 10 anos